“Well-run libraries are filled with people because what a good library offers cannot be easily found elsewhere: an indoor public space in which you do not have to buy anything in order to stay.” Zadie Smith

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

UM DÉCADA DEPOIS DO 'BOOM' QUE É FEITO DOS BLOGUES?

(foto de Miguel Madeira)
Uma década depois do boom, o blogue não morreu, mas perdeu mediatismo. As redes sociais vieram elevar a fasquia da rapidez e da interactividade, embora não tenham ocupado por completo o tempo de quem se dedica a publicar coisas na world wide web.
Em 2000, a revista de tecnologia Wired publicou o seu primeiro artigo sobre blogging. Em 2004, a palavra “blog” foi considerada a palavra do ano pela editora americana Merriam Webster. Em 2008, a mesma revista Wired. afirmou em letras garrafais. "Twitter, Flickr, Facebook Make Blogs Look So 2004". A febre do blogue (para muitos foi uma espécie de febre) foi forte. Os debates inflamados e as quezílias entre bloggers ficaram célebres.
[...]
Segundo dados do estudo “State of the Blogosphere 2011”, realizado pelo motor de busca de blogues Technorati, com uma amostra de 4114 bloggers em todo o mundo, 42% dos inquiridos haviam postado no último mês, ao passo que apenas 11% dos bloggers tinham actualizado a(s) sua(s) página(s) nas últimas 24 horas.
[...]
“Não tenho a certeza que possamos falar de uma blogosfera como falávamos em 2004 ou 2005. Mas seguramente temos várias blogosferas”, afirma Paulo Querido. Não creio que a blogosfera esteja morta. [Apenas] deixou de ser notícia”, conclui o autor. Não obstante, continuam a existir blogues e, mais do que isso, blogues que continuam a dar cartas.

Ler texto completo aqui

2 comentários:

BE do Agrupamento de Escolas de Arrifana disse...

Não me tinha apercebido deste decréscimo. Eu continuo fiel e a gostar muito de blogar. Mas, de facto, as redes sociais são muito mais rápidas e , hoje em dia, toda a gente tem pressa...

angelina maria pereira disse...

Eu também gosto de 'blogar' (acho que é evidente...) e, apesar do decréscimo no número, acho que os que ficam são os de melhor qualidade. Concordo com a opinião do Paulo Querido: a blogosfera não está morta; apenas deixou de estar sob os holofotes da publicidade!

Related Posts with Thumbnails