“Well-run libraries are filled with people because what a good library offers cannot be easily found elsewhere: an indoor public space in which you do not have to buy anything in order to stay.” Zadie Smith

domingo, 28 de fevereiro de 2010

SEMANA DA LEITURA NOS MEUS 4 CONCELHOS (5)

[clicar sobre as imagens para aumentar]

SEMANA DA LEITURA NOS MEUS 4 CONCELHOS (4)

[clicar sobre a imagem para aumentar]

SEMANA DA LEITURA NOS MEUS 4 CONCELHOS (3)

Na EBI da Barranha (Matosinhos) assinala-se, assim:

Concurso “Leitura em acção”;

Peddy-Paper “Viagem com Ulisses”;

Hora do Conto na Biblioteca;

Projecto “ Leitura é cultura”;

Exposição de cartazes sobre a Semana da leitura;

Exposição de trabalhos relacionados com o livro e a leitura;

Encontro com o ilustrador Rui Castro na Biblioteca;

Workshop “Como Fazer um livro”; Actividade de leitura com o Director

Actividade de leitura com encarregadas de educação

SEMANA DA LEITURA NOS MEUS 4 CONCELHOS(2)

Na EB23 do Castêlo da Maia, dia 1 – Sensibilização para a Semana da Leitura no Polivalente, às 10:00h com um slide-show de divulgação das actividades da BE e um evento-surpresa; dia 2 – Actividade D.E.A.R. (Drop Everything And Read) - Momento de leitura em todo o Agrupamento, das 11:30h às 11:45h.

Durante a semana:

- Exposição/divulgação de novos livros em local de destaque na biblioteca.

- Leitura com livros digitais.

- Leitura com audiolivros.

SEMANA DA LEITURA NOS MEUS 4 CONCELHOS

Na EB23 de Telões (Amarante), a SL será, assim, assinalada:
- 916 alunos (total do Agrupamento) passarão pela biblioteca da escola sede para uma Feira do Livro, um encontro com a escritora Odete Praça, debates/mesa redonda com alunos do 7º e 8º anos sobre livros trabalhados no âmbito do PNL, Hora do Conto , descoberta de Provérbios...
A Feira do Livro estará aberta à comunidade no dia 4 até às 22H30.

CARTAZES PARA A SEMANA DA LEITURA(3)


CARTAZES PARA A SEMANA DA LEITURA(2)


Mais cartazes da Semana da Leitura feitos pelas bibliotecas escolares.

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

CARTAZES PARA A SEMANA DA LEITURA

Estes são alguns dos cartazes que as bibliotecas escolares produziram para a SEMANA DA LEITURA. Viva a criatividade e a...Leitura!!

CONCURSO - A MELHOR FOTOGRAFIA/CARTAZ DA BIBLIOTECA

Na ES/3 Padrão da Légua os alunos foram desafiados a concorrer ao Concurso Digital "A melhor Fotografia/Cartaz da Biblioteca" e estes são os trabalhos premiados e as menções honrosas. Parabéns a alunos e professores!

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

SEMANA DA LEITURA..É PRA JÁ, JÁ!!

A próxima semana é, oficialmente, a SEMANA DA LEITURA. Criatividade, imaginação, actividades variadas, a envolver toda a comunidade (dentro e fora da escola) e, sobretudo, MUITAS LEITURAS EM QUALQUER LOCAL, A QUALQUER HORA, EM QUALQUER SUPORTE, COM OU SEM MÚSICA, COM OU SEM IMAGENS, COM GRANDES E PEQUENOS LEITORES, COM OU SEM SOTAQUE, EM DIFERENTES LÍNGUAS!!...
Muitas sugestões aqui.

NOVAS TECNOLOGIAS NAS SALAS DE AULA/NEW TECHNOLOGIES IN THE CLASSROOM

Na Cashton School District decidiu levar para dentro das salas de aulas os equipamentos que andam nas mãos de quase 100% de crianças: iPods. Estes combinam-se com os Smart Boards e são usados nas aulas, praticamente, numa base diária. " Se pensarmos no mundo para qual os estamos a preparar, esse não é um mundo de manuais e lápis", afirmou o director da escola, Ryan Alderson, que acrescenta: "Estes equipamentos permitem um ensino mais personalizado."

They are little devices called iPods or the iPod touch, and most kids use them to listen to music or watch movies. The Cashton School District is using them to help students learn."If we think about the world that we're preparing them for, it's not a world of textbooks and pencils," says Cashton Elementary principal Ryan Alderson. The Cashton School District is preparing students by bringing some of the latest technology into the classroom. "We use the SMART boards or the iPods or the iPod touch on almost a daily basis," says Cashton Elementary teacher Beth Lee.
Ler+

REVISTA DAS CORRENTES D'ESCRITA

A Revista das Correntes d' Escrita pode ser lida aqui.

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

COMO SE COMUNICA?

[clicar na imagem para aumentar]
Quais destes canais de comunicação estão a usar na vossa biblioteca?

[via Stephen's Lighthouse]

PRÉMIO LITERÁRIO CASINO DA PÓVOA PARA MARIA VELHO DA COSTA

Maria Velho da Costa venceu o primeiro prémio da 7.ª edição do Prémio Literário Casino da Póvoa, anunciado hoje na abertura do Correntes d' Escritas, que decorre na Póvoa de Varzim. A escritora, cujo nome foi escolhido pela maioria do júri, foi distinguida pelo livro “Myra”. [fonte Público]

COORDENADORES INTERCONCELHIOS EM FORMAÇÃO

Mais um workshop para coordenadores intercomcelhios orientado por Eloy Rodrigues e José Carvalho da UMinho. Tema da sessão de hoje: blogues, twitter e facebook.

PicArtia - FÁCIL PARA CRIAR POSTERS

O PicArtia é uma aplicação online que lhe permite, em três simples passos, criar interessantes posters mosaico. Tudo o que tem que fazer é escolher a imagem a servir de “molde” a partir do seu disco ou de um URL. Escolher as imagens que irão compor o mosaico e por último, efectuar o download do produto acabado. A resolução da imagem final pode ir até uns impressionantes 3750×2025px.

[fonte Webmania]

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

PORDATA TRAÇA O PERFIL DA SOCIEDADE PORTUGUESA

O maior estudo sobre a evolução de Portugal nos últimos 50 anos, realizado pela Fundação Francisco Manuel dos Santos, sob a liderança de António Barreto, está publicado e disponível aqui.
MAIS CONHECIMENTO à disposição de todos e que as bibliotecas devem difundir o mais possível. Um bom exemplo de serviço público, sem dúvida.

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

BEBÉS QUE OUVEM LER APRENDEM MAIS CEDO E MELHOR

[foto no jornal on-line I]
Os investigadores do Millennium Cohort Study começaram a realizar um estudo que visa acompanhar o desenvolvimento das crianças que nasceram no início do séc. XXI e os primeiros resultados foram divulgados, refrentes a crianças que já atingiram os cinco anos. Algumas das conclusões:
As crianças a quem os pais lêem histórias aprendem dois meses mais cedo que as outras. Na altura em que entram para a escola primária, aprender a ler, a escrever e a fazer contas é mais fácil. Segundo um estudo britânico feito a 19 mil bebés e cujos primeiros resultados foram conhecidos ontem, as crianças que ouvem histórias contadas pelos pais aprendem mais depressa e com maior facilidade, não só a ler e a escrever, mas também a contar e a fazer operações matemáticas.
[...]"Os pais devem ler às crianças porque isso lhes desenvolve o cérebro e o raciocínio. Deve ser incentivado - mas nunca uma obrigação", explica ao i o psiquiatra Daniel Sampaio.
[...]"Quanto mais cedo for [a leitura] introduzida de forma lúdica, melhor. Aumenta a capacidade de comunicar, melhora o vocabulário da criança e potencia a criatividade e a imaginação. E ainda a probabilidade de a criança vir a tornar-se uma boa leitora"
[...] Numa biblioteca de crianças deve haver livros "o mais variados possível", com temas como "medos" ou que lhes permitam conhecer outras realidades, "para não corrermos riscos de criar crianças alheadas do mundo e que pensam que os ovos vêm do supermercado" Ler +

FORMAÇÃO INFORMAL DOS PROFESSORES BIBLIOTECÁRIOS

Começou hoje, com 25 professores bibliotecários da Maia, Matosinhos e Vila do Conde, a 1ª de um conjunto de acções de formação informal (não dá créditos...) subordinada ao tema 'Blogues'. Abordámos várias questões sob o ponto de vista técnico mas, sobretudo, que aspectos mais pertinentes (e erros a evitar) a ter em conta quando se cria um blogue. A acção decorreu na EB23 de Santiago (Custóias, Matosinhos).

domingo, 21 de fevereiro de 2010

O 'SEGREDO' MAIS BEM GUARDADO DO GOOGLE

Afinal, quando fazemos uma pesquisa com recurso ao Google, há alguém que procura as informações para nós!! Quem? Uma super-hiper-eficiente-rápida bibliotecária!!! Não acreditam? Cliquem na imagem e vejam como funciona do 'lado de dentro' do ecrã!!

LER, É PARA JÁ!

Ler, é para já! é um programa dirigido a jovens e adultos com poucos hábitos de leitura que necessitam de aumentar os níveis de literacia e de consolidar as aprendizagens necessárias à qualificação profissional.
Na página da RBE, encontram-se sugestões de leituras e de actividades que serão, com toda a certeza, da maior utilidade para os professores bibliotecários que têm alunos dos Cursos de Novas Oportunidades.

sábado, 20 de fevereiro de 2010

PROJECTO INOVADOR NO BRASIL CRIA BIBLIOTECAS EM PRESÍDIOS

Também merece destaque esta notícia lida no Blog do Galeno: Fernandinho Beira-Mar virou praticamente um benfeitor no mundo dos livros. Conhecido também pelo gosto pelos livros, o traficante foi responsável pela ampliação das bibliotecas dos presídios de segurança máxima por onde passou ultimamente. Em Catanduvas (PR), rapidamente a Biblioteca do Arca das Letras ampliou seu acervo de 300 para 3.000 títulos. O mesmo se deu em Campo Grande, onde se encontra atualmente.
Ele doa os livros que lê e convence os outros presos e amigos a fazer o mesmo.

GOTTA KEEPING READING



QUE BELA INSPIRAÇÃO PARA A SEMANA DA LEITURA!! QUE TAL UM FLASH MOB NA ESCOLA, NA RUA, NUM SHOPPING, NUMA BIBLIOTECA MUNICIPAL???

UMA NOITE NA BIBLIOTECA

Já algumas bibliotecas públicas tiveram esta iniciativa mas...e as escolares? Era capaz de ser uma boa ideia, não? Semana da leitura...

TALVEZ O IPHONE POSSA 'RELIGAR' A ESCOLA/HOW THE IPHONE COULD REBOOT THE EDUCATION

A actual geração de estudantes está, cada vez mais, imersa em telemóveis, computadores, jogos de vídeo...e menos interessada na escola no 'formato' tradicional que teima em persistir sem grandes resultados. É a partir desta constatação que a Universidade de Abilene está a repensar a forma como se pode voltar a 'religar' os estudantes às aulas, aos conteúdos. Assim, tomou a decisão de adquirir IPhones que distribuiu, gratuitamente, a 1000 estudantes. Este programa-piloto já completou um ano e a avaliação é muito positiva.
The initiative’s goal was to explore how the always-connected iPhone might revolutionize the classroom experience with a dash of digital interactivity. Think web apps to turn in homework, look up campus maps, watch lecture podcasts and check class schedules and grades. For classroom participation, there’s even polling software for Abilene students to digitally raise their hand.

The verdict? It’s working quite well. 2,100 Abilene students, or 48 percent of the population, are now equipped with a free iPhone. Fully 97 percent of the faculty population has iPhones, too. The iPhone is aiding Abilene in giving students the information they need — when they want it, wherever they want it, said Bill Rankin, a professor of medieval studies who helped plan the initiative. Ler +

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

AS NOSSAS BIBLIOTECAS SÃO BONITAS!(2)

A Escola S/3º José Régio de Vila do Conde ainda se encontra em fase de Obras de Modernização mas a Biblioteca já funciona nas novas instalações desde Outubro.Não foi fácil "andar com a casa às costas"! A instalação não se encontra concluída mas já está muito bonita, airosa, funcional e é muito procurada pela Comunidade Escolar.

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

O QUE OS NATIVOS DIGITAIS QUEREM DAS BIBLIOTECAS/WHAT DIGITAL NATIVES WANT FROM THE LIBRARY


A pequena Abbey tem apenas 3 anos e o vídeo foi gravado aquando da 15ª Bienal da VALA em Melbourne!

ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS

O clássico "Alice no País das Maravilhas" já tinha tido uma edição da Gailivro em pop-up(Ver aqui a versão em inglês exactamente igual à portuguesa). Reaparece noutra belíssima versão, tipo pop-up da Arte Plural (2ª imagem acima). A Editora 101 Noites vai lançar, também uma versão em Cd e para Mp3 que pode ouvir aqui. O jornal Expresso tem vindo a publicar uma série de múltiplos (cartas, quadros, 4 livros) desta obra e de "Alice do outro lado do espelho".
Agora que se anuncia a estreia da versão do realizador Tim Buton, vale a pena pegar nesta história de sempre (formato livro, audio, filme...) e encantar os nossos pequenos leitores.

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

ILUSTRADORES & LEITORES

Todas estas maravilhosas ilustrações foram encontradas em Pinzellades al Món

BOOK WORKS


Quando quisermos abater certos obras já sem préstimo, podemos sempre criar algo com elas...

BIBLIOTECAS ESCOLARES E BIBLIOTECAS MUNICIPAIS: SINERGIAS PARA O SÉC. XXI

[clicar sobre a imagem que abre o link]
Realiza-se na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro - auditório de Geociências, no póximo dia 26 de Fevereiro, o "1º encontro de bibliotecas escolares e municipais de Vila Real", promovido pelo Centro de Formação da Associação de Escolas de Vila Real.

domingo, 14 de fevereiro de 2010

AMOR...

Dizem que hoje é o Dia de S. Valentim, Dia dos Namorados. Ok. Aqui fica esta bela ilustração de Daniela Kulot para a obra da Factoria K de libros Cocodrilo se enamora, Una pareja diferente i Una casa a medida. Visto aqui.

sábado, 13 de fevereiro de 2010

NEM SEMPRE OS PROFESSORES SABEM COMO DESPERTAR O GOSTO PELA LEITURA

[Tzvetan Todorov]

E como fazer para que as crianças e os jovens tenham acesso a esse conhecimento tão importante?

A escola e a família têm um papel importante. As crianças não têm idéia da riqueza que podem encontrar em um livro, simplesmente porque eles ainda não conhecem os livros. Deveríamos então ser iniciados por professores e pais nessa parte tão essencial de nossa existência, que é o contato com a grande literatura. Infelizmente, não é bem assim que as coisas acontecem.

Por quê?

Quando nós professores não sabemos muito bem como fazer para despertar o interesse dos alunos pela literatura, recorremos a um método mecânico, que consiste em resumir o que foi elaborado por críticos e teóricos. É mais fácil fazer isso do que exigir a leitura dos livros, que possibilitaria uma compreensão própria das obras. Eu deploro essa atitude de ensinar teoria em vez de ir diretamente aos romances, por que penso que para amar a literatura - e acredito que a escola deveria ensinar os alunos a amar a literatura - o professor deve mostrar aos alunos a que ponto os livros podem ser esclarecedores para eles próprios, ajudando-os a compreender o mundo em que vivem.

Ao comentar esse assunto no livro, o sr. fala em "abuso de autoridade". Poderia explicar melhor?

É um abuso de autoridade na medida em que é o professor quem decide mostrar aos alunos o que é importante, com base em um programa definido previamente pelo Ministério da Educação. E isso é sempre uma decisão arbitrária. Não temos o direito de reduzir a riqueza da literatura. O bom crítico - e também o bom professor - deveria recorrer a toda sorte de ferramentas para desvendar o sentido da obra literária, de maneira ampla. Esses instrumentos são conhecimentos históricos, conhecimentos linguísticos, análise formal, análise do contexto social, teoria psicológica. São todos bem-vindos, desde que obedeçam à condição essencial de estar submetidos à pesquisa do sentido, fugindo da análise gratuita.

Como conciliar esse desejo de liberdade num sistema em que o professor tem que atribuir notas, como ocorre no Brasil e na França?

Acredito que o essencial é escolher obras literárias que sejam, por sua complexidade e temas, acessíveis à faixa etária a que se destinam. Cabe ao professor mostrar o que esses livros têm de enriquecedor para os alunos, levando em consideração a realidade deles. O importante é não ter medo de estabelecer pontos em comum entre o presente dos alunos e do sentido dos livros. Ler +

SERÁ QUE AS BIBLIOTECAS ESCOLARES PRECISAM DE LIVROS? DO SCHOOL LIBRARIES NEED BOOKS?

Pergunta insólita? Bem...Manter uma biblioteca com um catálogo actualizado e em permanente crescimento é caro e requer espaço. Por outro lado, sabemos que os alunos recorrem, em 1ª lugar, aos recursos on-line. A escola Cushing Academy alienou o seu fundo de mais de 20 000 documentos para organizar uma biblioteca exclusivamente digital. A discussão está instalada: será que devemos continuar a manter as tradicionais bibliotecas' Quais são as consequências de os alunos só lerem em ecrãs?
Aqui podem ser lidas as opiniões de vários especialistas (directores, bibliotecários, autores...) das quais retiramos os seguintes excertos:
James Tracy - Cushing Academy’s decision to create a digital format for our library collection in no way signaled the end of books at Cushing. Rather, it reflected the way students learn and conduct research today, as well as our belief that traditional libraries must be reimagined to remain vital.
Liz Gray - Just because there’s a lot of information online does not mean that students know how to find it, nor is the freely available information always the best information or the right information. One of my primary responsibilities as a librarian is to teach information literacy skills — defining research questions, selecting and evaluating sources, avoiding plagiarism, documenting sources — and in my experience this works best face to face with students.
Mathew Kirschenbaun - Do schools need libraries and do students need books? Of course they do. There are the predictable brickbats: Not everything is digitized yet, nor soon will be. A screen is less conducive to deep concentration than the stillness of the page. Bits are brittle.
William Powers - This is indeed the start of a new era. Digital devices are transforming how we live in all kinds of thrilling ways, and we’ve only begun to explore their potential. But embracing these new tools doesn’t require us to simultaneously throw out all the old ones, particularly those that continue to serve useful purposes. Who says it has to be an either-or decision?
Nicholas Carr - The printed word long ago lost its position of eminence in the American library. If you go into any branch of a public or school library today, you’ll almost certainly see more people staring into Internet terminals than flipping through the pages of books.

QUEREMOS NÓS DISCUTIR ESTA MATÉRIA? ESTAMOS PREPARADOS PARA PENSAR CRITICAMENTE?
Related Posts with Thumbnails